quinta-feira, 7 de abril de 2011

Às mães de Realengo

Poucos minutos atrás escutei que um atirador havia invadido uma escola e matado crianças no Rio. Não souberam me dizer mais nada. Entrei em pânico, pensando no meu sobrinho. Corri para o G1 e vi que nada poderia ter ocorrido a ele.
Mas o pavor que eu senti, também foi sentido por centenas de famílias que não puderam ter o mesmo alívio que eu. Famílias que correram para a porta da Escola Municipal Tasso da Silveira, desesperadas em busca de suas crianças.
Algumas famílias tiveram seu desespero aumentado. Entre mortos e feridos estavam seus filhos.
Meu coração está unido ao dessas mães, à dor delas. Espero que Deus conceda a elas forças para suportar e coragem para seguir em frente.
Não há como culpar quem quer que seja. Apenas agradecer ao Sargento Márcio Alves, que evitou que a mesma dor se abatesse sobre outras famílias.
Hoje eu não consigo falar mais nada. Estou em estado de choque.

4 comentários:

Lica disse...

Que Deus dê muitas forças a estas familias, que elas recebam apoio digno dos governantes e que a dor delas não seja em vão.

Sonia Facion disse...

Nossa, como essas coisas estão acontecendo em grande frequencia, minha nossa, onde vamos parar, pois famílias estão em desespero, pois suas crianças não mais voltarão para casa depois de um dia de aula.

que o Senhor derrame das suas consolações nos corações de cada família enlutada.

Sonia

Giuliana: disse...

Oi Sandra,

Lamentável esse acontecimento. Sai cedo de casa e não tinha visto o noticiário, até que encontrando algumas pessoas pela rua, foi comentado essa fatalidde.

Estou assustada! Acho que estamos todos em estado de choque.

Beijos

Tri disse...

Oi Sandra,
também estou chocada com esse acontecimento... vai ser um dia que não quero lembrar...
Só resta pedir a Deus que conforte essas famílias...
um beijo
Tri
http://coisasdacasa08.blogspot.com/