segunda-feira, 16 de maio de 2011

Dieta Coletiva: Diário alimentar

Imagem

Um dos grandes problemas de quem está acima do peso é que muitas vezes a gente tem certeza de que come pouco. E não é que não seja verdade. A questão é que, mesmo comendo pouco, pode-se ingerir uma quantidade imensa de calorias sem perceber.
Quando fiz a minha primeira consulta com a minha endocrinologista, em 2005, enquanto esperava o resultado dos exames, ela me orientou a fazer um diário alimentar. Nele eu deveria anotar tudo: O que comi, a que horas, quanto de água bebi, quais eram os meus sentimentos no momento em que eu comia e o meu peso (pela manhã e à tarde).
Foram 15 dias de anotações. No meu retorno percebi claramente o quanto meu estado emocional influenciava o meu peso e também caiu como uma bomba a certeza de que eu me alimentava extremamente mal.
Meus lanches eram à base de misto quente e Coca-Cola, pelo menos duas vezes por dia. Frutas haviam sido riscadas da minha vida. Justo eu que sempre gostei de atacar a fruteira...
Nos dias em que eu estava bem não engordava, se passasse raiva, ou ficasse estressada no trabalho, ganhava em torno de 1kg. E ele não iria embora com a mesma facilidade...

A essa altura você deve estar se perguntando: porque é que ela está falando de 2005?
Porque foi quando eu consegui emagrecer. Depois, perdi a disciplina e engordei novamente. E comecei a emagrecer de novo, e de repente meu peso se estabilizou, bem acima do que eu queria.
Lembram que no post anterior eu disse que havia "abandonado" o tratamento?
Parei de tomar remédios e resolvi me dedicar ao que realmente é certo.
Essa foi uma semana de vitória!
Em seis anos é a primeira vez que fico sem medicação e sem engordar.
Voltei a fazer o diário alimentar, para conseguir controlar as 500 notas da dieta.
Finalmente comecei a fazer exercícios físicos. Ganhei da minha irmã um simulador de caminhada e já tenho sentido os resultados. (Dani, obrigada, obrigada, obrigada!)
Com a ausência da medicação eu durmo melhor e o intestino funciona melhor.
E com os exercícios tenho tido mais disposição para todas as minhas tarefas.

Então, fica a dica para quem está na luta contra a balança: faça um diário alimentar!

Como montar um bom diário alimentar:
- Anote os horários das refeições.
- Anote tudo o que você comeu (com as quantidades), na hora que você comer. Não deixe para o dia seguinte, afinal há grandes chances de você esquecer aquela balinha depois do almoço ou aquele cafezinho no meio da tarde...
- Exercícios físicos que você fez no dia.
- Quais eram os seus sentimentos no momento das refeições.

No final de cada semana faça uma análise:
- No que você precisa melhorar?
- O que precisa ingerir mais?
- O que precisa ingerir menos?
- Em quais dias você comeu mais? E porque comeu mais?
Com base nisso, estabeleça uma meta para a próxima semana. E se esforce em cumprir!

Um bom dia(rio) para vocês!
Beijos

8 comentários:

Coisas Minhas disse...

desde pequena brigo com a balança, já fiz várias dietas, já fiquei sem comer... até que consegui emagrecer, mas depois ganhava o dobro.
a uns 3 anos atrás eu me dedicava a capoeira e a malhação (eu malhava só pra conseguir mais força física) e foi quando eu finalmente consegui perder 10 Kg sem ao menos perceber... porém, foi justamente nesse período que consegui um emprego e comecei a estudar... ai a falta de tempo me distanciou do que mais me dava prazer na vida... a capoeira e os amigos que eu havia encontrado por lá... Pois bem, parei com a capoeira e a malhação... e até hj sigo uma rotina louca, sem hora certa pra almoçar ou fazer qualquer refeição, já estou prestes a me formar e com 20 kg a mais do que eu tinha antes mesmo de começar a fazer capoeira. Minha auto estima??... tem momentos que ela está lá em baixo ( e quando vejo fotos antigas e comparo com as atuais... ai ai ai), a falta de animo, a frustação em não entrar naquela roupa bacana, a falta de energia e a exaustão por causa do sobrepeso tem me desgastado muito nos últimos tempos. Cabe a mim realmente buscar ajuda e tentar reverter essa situação, nada contra a quem é gordinha (eu também sou uma, e não sou fã de magrelas), mas eu sinto que meu corpo está pedindo ajuda, minha mãe é hipertensa... e eu estou indo pelo mesmo caminho, preciso mesmo me cuidar, e esse post veio na hora certa... sempre digo que não quero emagrecer e ficar "seca"... quero apenas melhorar a minha qualidade de vida, ainda sou jovem... pretendo sim ter vida longa, realizar sonhos, ter filhos... e pra isso é peciso ter saúde sempre em primeiro lugar. Muito obrigada por esse post, me fez pensar... e sem dúvidas preciso rever minha rotina e enquadrar nela algumas horas pra mim.
... já tem um tempo que venho te visitando... adoro seu blog, a pouco tempo fiz também um pra mim, está ainda no comecinhoo e eu espero que tenha vida longaa... ainda estou em busca de leitoras kkk
bjão, Renata.

Luciana Kotaka disse...

Olá Sandra, bem bacana sua história com o peso e como você usou de boas estratégias para manter-se bem. O diário é um grande aliado nesse processo, ficofeliz que estejas sem medicação e cuidando de vc mesma. Uma beijoca carinhosa

Giuliana: disse...

Oi Sandra,

Um diário é super interessante e importante, quando comecei a fazer a reeducação alimentar, estava fazendo o meu, mas anotando apenas o que consumia durante o dia, seguia a Dieta dos Pontos, e no fim do dia somava e via o que excedi e o que poderia ter evitado e tal. Mas, não estou fazendo, ponto negativo para mim.

Também tenho o simulador de caminhada, porém, o abandonei, pois estava me dando dores na coluna e no pé, desanimei e preferi andar na rua.

Mas vamos que vamos. ;oD

Beijos

Debora disse...

Oi Sandra!!!!
Muito obrigada!

Boa semana p vc tbm!!!

Bjo

Wlady disse...

Sandra, acho que hoje a dieta é necessária para a maioria das pessoas seja por um problema ou outro. Eu sou magra e tenho que fazer dieta contra minha vontade e desejos, meu colesterol é alto, nem o remédio anda controlando ele.
Achei bem interessante e útil a dica do diário. Vou adotar.
bjk

Coisas Minhas disse...

Sandra, obrigada pela visita ao meu blog e pelo cometário (ah menina, acho o sotaque Baiano tão lindo kkk, não sou daqui de Aracaju, então o meu é uma mistura de Pernambuco com Paulista adaptado ao Sergipano. Nasci em Pernambuco, fui criada em São Paulo e á 8 anos moro aqui em Aracaju, cidade linda que eu amo demais) . Não irei desistir não, nem se preocupe. esse post seu post foi fundamental para que eu pudesse rever novamente a minha situação, sabe como é né, a gente vai levando... empurrando com a barriga... e quando se dá conta...

Volte sempre ao meu cantinho querida.
Ah, farei um post sobre esse assunto, passe por lá depois pra dar uma olhadinha. Bjos.

Fabiana Tardochi disse...

oi!
Também não faço uso de medicação a quase 1 ano, e venho mantendo o peso, mas na verdade preciso emagrecer...já tentei fazer o diário, mas nunca consigo levar adiante. Chega uma hora na vida da gente que precisamos priorizar as coisas, e a minha atualmente é a saúde, pq sem ela não fazemos mais nada!
Vou tentar retomar meu diário.
Obrigada pelo incentivo:)
Beijos

Lívia Cunha disse...

Eu tbém estou aqui...firme na minha dieta dos pontos.
Dessa vez estou mais animada...acho que vou conseguir.O problema é esse friozinho começando...e a fome aumentando,né???
Bjos Flor e boa sorte,tá???