quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Fachada detonada, mas com internet

Desde que eu mudei de casa estava sem internet, e já bem antes disso, eu pensava em pintar o cabelo.
Aí que sexta-feira, véspera de fim de semana, eu tinha duas festas pra ir, resolvi ir ao salão para resolver o problema dos meus brilhantes fios brancos. Cheguei, esperei um pouco, conversei, decidi o que fazer e me sentei calmamente. Poucos minutos depois, cheia de papel alumínio na cabeça, toca o meu telefone, era o meu filho mais novo:
- Mãe, cadê o roteador aqui de casa?
- Por que, o cara da internet taí?
- Cadê o roteador mãe?
- Taí, ou não tá?
- Tá, tá, cadê o roteador?
- J., olha, é pra colocar a antena...
- Já colocou tudo mãe, cadê o roteador?
- Você não precisa do roteador, ele vai trazer outro. O fio é pra passar junto com o da parabólica...
- Já colocou tudo mãe, tá pronto.
Engoli seco.
- Onde é que colocou a antena?
- No terraço.
- Menos mal. E o fio?
- O fio passou pela varanda.
Fui no outro mundo e voltei. Pedi para falar com  o instalador. Me apresentei, expliquei que em alguns minutos poderia estar em casa, e por onde o fio deveria ter passado.
- Olha, já tá tudo pronto, mas tá bem preso, e se eu arrancar agora vai estragar a parede da senhora. Faz assim, se a senhora olha e se não gostar, liga pra lá que eles mandam mudar.
- Espera um pouquinho que em alguns minutos eu estou em casa.
Aí eu pergunto? Ele esperou? Claro que não! Quem iria esperar às 18:00 de sexta? E olha só o que eu encontrei quando eu cheguei?

Fio partindo a fachada da casa, exatamente na varanda do meio, e a antena pendurada na frente, com esse fio bambo, meio preso, meio solto...

Você deve estar pensando: "Agora é ligar lá e eles mudam".
Sim, esse é o caminho. E eu liguei. Nervosa, p*** da vida e tudo mais, mas consciente que a mocinha que me atendia não tinha nada a ver com isso. Então, munida de toda a educação que mamãe tanto se esforçou para me dar, expliquei calmamente o ocorrido e escutei como resposta:
- Tudo bem, eu vou pedir a mudança, aí é uma mudança do equipamento, a gente cobra uma taxa de R$60,00.
- Não, não é uma mudança, é pra arrumar...
- É considerada uma mudança e será cobrada a taxa.
Pra que é que ela foi bater o pé? Eu simplesmente perdi toda a minha classe e finesa, na hora.
- Olha aqui, você não tá entendendo! Eu quero que eles consertem a GAMBIARRA que eles fizeram na minha casa, porque não existe isso de colocar um cabo descendo do terraço pela frente da casa, se tinha o lugar pra ele passar. Não existe uma antena colocada no centro da fachada, o lugar dela é no canto, se não for possível na lateral, e NUNCA com o cabo atravessando a fachada! Aquilo o que fizeram foi uma GAMBIARRA horrorosa, passa longe de ser um serviço de profissional.O meu filho cometeu o erro de não me ligar quando eles chegaram, mas é apenas uma criança, desesperada para ter a internet funcionando. Uma criança, e como criança, incapaz de decidir onde se pode ou não passar um cabo. Aquela gambiarra não vai ficar lá, o que eu quero não é mudança, é a instalação correta, como um profissional deve fazer.
Resultado: Enquanto eu fui educada, tinha que pagar R$60,00, depois que quase matei a moça pelo telefone fui um pouco menos educadinha, vou esperar até a semana que vem para o técnico fazer o reparo. Viu como nem sempre a educação vale à pena?

Agora me diz, é ou não é uma gambiarra?
Beijos

4 comentários:

Renata Rossini disse...

Oi amiga Sandra, olha vou te contar viu, serviço de mão de obra tá uma porcaria pra não falar outra coisa.
Aqui em casa quando coloquei a tv a cabo da telefônica eu já tinha uma antena no telhado que o antigo morador deixou ai o dito cujo do rapaz aproveitou a antena SÓÓÓ QUEEEEE no meu papel ele colocou que instalou uma antena da telefônica.
Resultado: marido chegou, ficou PPPPPPPP da vida, ligou, reclamou e disse que queria a tal antena no lugar.
Outro rapaz veio e fez a troca com aquela educação que a mãe esqueceu de ensinar e euzinha aqui tive que ouvir, mas também perdi a educação que mamãe me deu e tudo se resolveu :)
Aff, tem hora que devemos perder as estribeiras pra não ser passada pra trás né.
Bjs e boa sorte.

Bibia Bueno disse...

Essas empresas são todas iguaissssssssssssssssssssssssss!

Gambiarra!!!!

*Mademoiselle Susie* disse...

Of Course!
Gambiarra sim!
Aqui em casa, temos NET, e quando os meninos vieram instalar tiveram que furar a laje! Quase morreram! Tiveram que subir e descer umas mil vezes, pois a broca não era a ideal.
Mas antes disso, quando era, OI, ops, digo, Brasil Telecom, a gambiarra era pior que a sua! E ainda tinha a cara de pau de dizer que era o único jeito....
Chato dizer isso, mas ser menos educada, as vezes tem um efeito positivo! eheheh
Bjos
Susie
www.suzeane.blogspot.com

Daniel Deywes disse...

achei o maximo o titulo dessa postagem rsrsrs

abraço
Daniel Deywes
http://feitonahora.blogspot.com