segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Chega de preguiça!

Eu andei trabalhando demais. Trabalhei tanto, mas tanto, que meu corpo deu o primeiro grito de socorro: tive febre nas duas últimas noites. É o que acontece comigo todas as vezes que passo da conta. Da última vez, nessa mesma época do ano, acabei ficando uma semana inteira no hospital. Me reviraram de cabeça para baixo, e nada. À medida que eu descansava, ia melhorando. Eu sou assim... minha mãe tem náuseas, eu tenho febre.

E você deve estar se perguntando: Se eu trabalhei tanto, porque o título do post fala em preguiça?
Explico: Quando mergulho assim no trabalho, além da necessidade, claro, é um pouco de preguiça também. Porque, se eu não tenho tempo, não "preciso" fazer mais nada. Alguém aí reparou que, desde que eu mudei de casa não tenho feito quase nada? Que eu estou engordando? Que o aniversário de 3 anos do blog passou e eu não fiz nem um post?
E tudo isso por pura preguiça! Porque vontade eu tenho, mas a preguiça não deixa. E, para não me sentir culpada, me jogo no trabalho  até tarde, porque aí não sobra tempo para mais nada. Coisa de gente doida, né?
Ontem, talvez em um dos meus delírios febris, resolvi dar um basta. Chega de preguiça! Chega de deixar para depois tudo o que já deveria ter sido feito. E, principalmente, chega de trabalhar tanto.
O que eu tinha levado para casa (para fazer no domingo, pode?) ficou sem fazer. E isso me dixou muito feliz. Ao invés de encarar números, me joguei na máquina de bordar e fiz mais um caderno de receitas. É, a louca aqui tem mania disso... fazer o quê?
Decisão tomada, hora de ir para a máquina:
Risca, recorta, cola, borda e costura. E, no fim do dia, a recompensa:
Mais um caderno que andava feio e sem graça e que agora pode ser exibido na cozinha.

E agora que eu dei um basta, aguardem as próximas artes!
Beijos

9 comentários:

Priscila Oliveira disse...

Ai que lindo amiga, eu quero um!!!!! hahahah
bjs...

Thais Seba Sampaio Leal disse...

Que coisa mais linda! Será que sofro do seu problema? Chego em casa todos os dias exausta, sinto dores horríveis pelo corpo, mas sempre arrumo um monte de empecilhos pra me sentar na frente da máquina de costura e começar.Na verdade o meu medo também é grande, ganhei a máquina que era meu sonho e há três semanas ela está lá olhando pra mim e eu ainda não encostei, tenho medo de nem conseguir ligá-la...Seu blog é super lindo, passa lá no meu quando puder e tiver um tempo derepenteblog.blogspot.com

Renata Rossini disse...

Oi amiga, obrigada pela visita.
Amei seu caderno de receitas.
Agora quanto a inimigos, sei lá se tenho rsrs, devo ter né.
Mas em todo caso tendo ou não tendo gosto de desejar a eles um bom dia rsrsrs.
Bjs e boa semana

Ingrid Normando disse...

Que lindo!
Adorei!


http://dicasdeingrid.blogspot.com/

Liliane de Paula disse...

Sandra, acho que vc sente prazer com seu trabalho. Então vá em frente.
E se vier febre vá mesmo ao médico.
Como médica nunca vi preguiça dá febre(risos).
Estou aqui lhe acompanhando.

Ruby Fernandes disse...

Ficou lindo flor! Amei!
bjo bjo =)

Ilaine disse...

Sandra!
Saudades de você!

Nossa, tenho a impressão de que você senta, pinta eborda... e pronto: o resultado é esta coisa linda decaderno. Você tem magia nas suas mãos?

Grande beijo

Liliane de Paula disse...

Eu sei que vc não tem preguiça, Sandra. Foi só uma brincadeira.
Acompanho suas postagens e vejo sua disposição.

Veronica Kraemer disse...

Sandrocaaaaaaaaaaaa amada, chega de preguiça, vamos costurar e pintar, vamos???
Amei este caderno, que lindo de viver!!!
Tu é prendada, tem que fazer mais e mais!
Hoje vou entrar no skype, espero que estejas por lá, e que já estejas melhor!
Bjossssssssssss te adoro
Vero