terça-feira, 31 de agosto de 2010

A casa não caiu (e ponto final)


Lembram que eu contei sobre a antiga casa da fazenda que seria demolida?
Pois não foi, nem será demolida! Meu tio voltou atrás, desfez o negócio com a firma de demolição e resolveu, de uma vez por todas manter a casa de pé. Sabíamos que era uma decisão difícil para ele. Aos quase 80 anos, jogar no chão a casa onde nasceu e passou toda a vida não é uma coisa fácil.
A restauração da casa custaria boa parte do seu patrimônio. A decisão, por enquanto, foi simplesmente deixá-la em pé. Para mim, já é o bastante. Saber que ela está lá, o palco das grandes festas promovidas pelo meu bisavô, o cenário onde nasceu e cresceu meu avô e minha mãe e também um dos lugares preferidos da minha infância.
É muito bom saber que, depois da curva avistarei a casa da Fazenda do Segredo, e que atrás dela, ao lado do estacionamento, está o meu querido pé de carambola.
Beijos

3 comentários:

Aline disse...

Nossa Sandra, fico muito feliz pela notícia, realmente é muito triste quando coisas que fazem parte da nossa vida sse vão, ainda mais hoje em dia que eles querem demolir tudo para construir prédios ou lojas.
Bjs

Magridt/Brazil disse...

Hum, que bom que suas memórias estarão salvas e ao alcance do seu olhar. Casa de vô é tudo de bom!!!!
bjinho e ótima semana!

eliza disse...

OLÁ MIGUXA, GRAÇAS A DEUS QUE A CASA CONTINUARÁ DE PÉ!!!!!!!!
IMAGINO QUANTAS BOAS LEMBRANÇAS ELA NÃO TRAZ.....FICO FELIZ POR VOCÊS. BJUS