sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Mostrando defeitos - a repercursão

Olá meninas!
Hoje o post é longo mas vale a pena ler até o fim, isso porque resolvi fazer um post diferente. Quero falar dos comentários que recebo no Mostrando Defeitos. E a ideia surgiu depois do post da semana passada, que aliás rendeu assunto pra semana toda, tudo por causa dessa foto aqui:


A Ilaine contou que a cozinha dela tinha piso de madeira. Eu, curiosíssima, corri pra perguntar sobre o quanto de trabalho aquilo daria, porque me parecia inviável e, pra minha surpresa, olha só o que ela disse:
"Sandra, eu tenho, na verdade, uma cozinha muito pequena e faz um conjunto aberto com sala e janta. Aqui na Escandinávia é muito comum usar madeira em tudo.
Se não estou enganada, a foto que você postou  é de um apartamento na Suécia. Então, eu coloco sempre um pequeno tapete de algodão ( fácil de lavar) e passo um paninho úmido todos os dias - mas apenas na cozinha, que ...é bem pequena. Aí não tem problemas. O assoalho e esbranquiçado(?) e fica fácil de manter limpo. Como conheço bem as cozinhas do Brasil na verdade, não vejo muita diferença."


Já a Dolly, deixou o seguinte comentário:
"Não sei se feliz ou infelizmente, na Europa, Japão, Estados Unidos não só na cozinha mas igualmente nos banheiros são muito usados os pisos de madeira. Obviamente ninguém tem a prática da festa nas águas, lavando paredes, pisos , janelas e portas. A economia de água no resto do mundo é levada a sério e para a limpeza, existem produtos para todos os tipos, se bobear, até para maus pensamentos.
Quando morei por lá, demorei a me acostumar em não praticar a farra da água mas aos poucos entendi, aderí e aplaudi...por ali a mulher não é escrava e mão de obra operacional é contratada por hora e custa muito caro."


Isso mostra que eu estava errada e que quem morre de amores por uma cozinha com assoalho de madeira pode se jogar sem medo!

Já neste outro post, recebi um comentário anônimo, mas muito valioso. Falava destas duas fotos:


"Eu já vi 2 dessas dicas em casa "normal".

1º A casa de vidro( que você diz ser possível ser vista pelo lado de fora), não é verdade.
Em Porto Alegre tem uma casa as margens do Guaíba e é toda assim, o vidro usado é diferente, pelo lado de fora ele é escuro e não oferece visibilidade para a parte interna(mas não é espelhado). E pelo lado de dentro você tem uma visão linda do Guaíba, mas a cor do vidro é um tom de verde clarinho.

2º A bancada de madeira não é madeira. É um tipo de revestimento que pode ser aplicado até em bancada de cimento queimado para não ficar tão rústico."


Mais uma vez, eu errei. E olha que eu achei lindas essas fotos! De desejar ter em casa mesmo. Só fico triste por esse comentário ter sido anônimo porque adoraria conversar mais com quem fez essas observações, assim como falei com a Dolly e a Ilaine.
Mas se você, autor deste comentário, estiver lendo esse post, me escreva que quero muito saber sobre estes materiais.

A Renata também observou uma coisa nesta foto:

"Estava observando as fotos e acho que nos coadores de café as plantas estão em vasinhos de plástico."
Olhando de novo, vi que eram mesmo, mas ainda tinha outra questão: e na hora de aguar? Ia ter que ficar tirando o vasinho pra não sujar o coador. E aí, a Renata se lembrou de outra coisa:
"RSRS verdade :)
Tenho algums plantinhas em cachepos de madeira e todos os dias tenho que tirar, aguar e deixar escorrer.
Resultado: pra não ficar esperando vou fazer outra coisa e acabo me esquecendo de colocar a plantinha no lugar e quando olho penso:UÉ CADE A PLANTA DALI????"


Viu? Neste eu não estava de todo errada... Jamais serviria para quem, como eu, é um tanto lerdinha.

 Gente, eu amei isso! Melhor ainda que destilar o meu veneno (coisa que eu adoro) é aprender! E olha quanta informação tem aí. Essa é a grande beleza da blogosfera, essa troca de informações, de ideias, essa interação total.
Eu faço estes posts com um prazer enorme! E tanto quanto os comentários de quem se divertiu com ele, adoro receber os que tem críticas porque, até hoje, todas foram muito construtivas.

Mas eu não podia terminar esse post sem nenhuma gotinha de veneno... E aí, mais uma vez, contei com a participação de quem passa por aqui. A Débora me mandou essa foto:

Obrigada Ilaine, Dolly, Renata, Débora e Anônimo por suas participações que me renderam este post.
E obrigada a todos que passam por aqui e deixam meu dia mais feliz a cada comentário.

Beijos!

10 comentários:

dollystar disse...

Sandrinha,fiquei toda orgulhosa em saber que meu comentário foi esclarecedor. Mas olhe, é assim mesmo, sem querer nos tornamos críticos e mais ainda, quando desconhecemos o quotidiano desse nosso mundo de Deus, achamos impossível certos hábitos confrontados com os daqui.

Queria fazer duas observações:
Aqueles cachepots de coador de café tingidos, tenho a foto em meus arquivos e só ainda não fiz por falta de tempo. Existe uma goma (flex) própria para "porcelanizar" tecidos, rendas etc. Andei usando em algumas artes, já publicadas mas ainda não lavei para ver como é o comportamento pós lavagem. Mas seguramente, eu faria um drenozoinho embaixo do coador, tipo ilhós, furinho caseado ou sei lá o que, mas não dispensaria essa fofura tão agradável aos olhos.Poderia ser até mesmo, plastificado com a cola de rótulo azul!!! Certamente o tira e põe dos vasinhos seria abolido em definitivo. Depois, arte é assim mesmo, quando acabar, renovamos, inventamos, recriamos.

A segunda observação é quanto a lousa ao lado da mesa de comer; uma coisa são montagens cenográficas, artísticas, outra a vida real. Tenho certeza de que a cena foi montada para mostrar a utilização da lousa, que virou mania mundial ou quem sabe, o revestimento para a divisória; ...Agora que existe louco para tudo isso é certo e vai ver algum biólogo vai descobrir que o pózinho do giz faz bem para alguém ahahahaha

Beijocas carinhosas, Dolly

Ly Mello disse...

É taí, vivendo e aprendendo!
Ninguém é dono da verdade, e se tem uma coisa que admiro nas pessoas, e a capacidade de refletir e mudar de opinião, como nós duas fizemos nesse momento!

bjs.

Adriana Balreira disse...

Adoro essas fotos de "casas" de bonecas, totalmente inviáveis. Mas que são lindas são. Mas as observações de hj foram ótimas!
Beijos
Adriana

Renata Rossini disse...

Oi Sandra, adorei o post desta sexta.
Estava aguardando por ele rsrs
Obrigada.
Olhando a foto da bancada de madeira que não é madeira rsrs me lembrei de uma coisinha.
Na casa da minha cunhada a churrasqueira tem um piso que imita madeira. Quando vi pensei logo: esse povo é doido de colocar madeira na churrasqueira??? e fui logo colocar a mão pois tem coisas que não se olha só com os olhos né e vi então que não era madeira rsrs.
Amiga obrigada por compartilhar tantas coisas maravilhosas viu.
Um grande beijo e bom final de semana pra vc e família.

Ilaine disse...

Querida Sandra!

Que interessante ficou o seu post. Ouvindo a opinião de mais pessoas, nossos olhos começam a ver detalhes antes desapercebidos. Compartilhar experiências é algo maravilhoso e pode nos levar a adquirir outros usos. Amiga, hoje mesmo eu estava pensando que deveria te responder ainda e dizer: também eu deixo cair coisas no chão ao cozinhar... e piso em cima também. Acontece com todos nós, é normal.

Adorei, Sandra. Fico feliz que trocamos idéias, comentários e e-mails. Para mim, conversar com você, é um enriquecimento. Beijo

Andreia Lica disse...

Morei no japão e posso dizer que piso de madeira x tapete branco na cozinha dão super certo, porque lá no Japão não se entra de sapato em casa, ai fica muito mais fácil de limpar a casa, outra, lá a aeconomia de água é grande então todos usam com moderação...fora que a praticidade dos produtos de limpeza de lá ajudam e muito.

Bjão

Karen disse...

Com certeza. Nem tudo que é bonito é prático.
Bjim

dollystar disse...

Bons dias minha amiga! Li tds os comentários e acredito que a troca de informações além de esclarecedora, derruba mitos, muda conceitos e ilustra-nos para a vida,minha bagagem adquirida ao longo de meus 65 anos "bem vividos" e que hoje me permitem dar esses pitacos todos.
Nada de troféus, títulos; somente uma curiosidade muito grande por tudo aquilo que me interessa. Por isso vivo declarando que aprender, para mim, é a coisa mais importante mesmo quando os olhos já requerem óculos para perto e longe; mesmo que a coluna doa pelo tempo sentada diante do pc, ainda assim, é um de meus maiores prazeres.
A vida está tão facilitada que muitos não se dão conta da varinha de condão que temos nas mãos.Pensa ns facilidades que a net nos oferece: não precisar mais assinar jornais e revistas que após a leitura, amontoavam-se pela casa; acredito que com o tempo, as bibliotecas virarão museus pois pesquisar na internet é muito mais vantajoso (economiza-se tempo, dinheiro com locomoção, lanches; não nos expomos à violência urbana; cuidamos do jantar enquanto nos atualizamos com notícias e por ai vai). Além de tudo isso, ainda conhecemos pessoas incríveis, adentramos nos lares, dividimos aprendizado, rimos, choramos, compramos, vendemos...ufa..o resto você já sabe!
Obrigadinha minha linda! conte comigo sempre!Posso só pedir uma coisa? crie um feed para teu blog..(não sei usar o reader!) com o feed não me escapa um blog; sou notificada a cada atualização e assim não dou furos com amigas!
Beijocas carinhosas, Dolly
"bom final de semana"

Bibia Bueno disse...

A cozinha de madeira só me aflige se rolar uma fritura no apartamento, pois de resto não vejo problemas...

O filtro de café nem rola mesmo, achei cara de anti higiênico.

A lousa? Espirrei de ver.

Beijocas!
Bia

Evani... disse...

Estava passeando e acabei encontrando seu cantinho, e valeu a pena... adorei conhecer seu blog e essas postagens sobre defeitos, achei muito interessante, nas fotos ficam fofas demais, mas realmente, na vida real a história é bem outra, né?
Parabéns pela criatividade e continue mostrando esse lado "tenso" da decoração.
Bjs e ótimo final de semana.
Evani